segunda-feira, 21 de junho de 2010

O médico da Pérola

Quando li a Pérola, de Steinbeck, na escola secundária, o professor disse-nos para prestarmos atenção à personagem do médico ganancioso e viscoso e como o facto de ele se referir aos doentes como "clientes" definia, por si só, tal personagem.
Lembro-me muitas vezes deste médico da Pérola. No outro dia fui à clínica e tinham lá uma mensagem a avisar os "clientes" de uma seguradora de que iriam perder uma qualquer cobertura (ambulância ou o que era). Vi há pouco uma série americana com uns médicos que chamam à clínica onde eles próprios trabalham "a place of business".
Incomoda-me.
É isto.

1 comentário:

Fado Alexandrino disse...

Vi ontem um filme Pretty Persuasion (http://www.imdb.com/title/tt0381505/) sobre o qual irei fazer um post se o futebol deixar em que a determinado momento uma das personagens, uma muçulmana diz para a outra uma caucasiana, ambas estudando num riquíssimo colégio:

"O meu sonho é ser médica para ajudar os pobre", ao que a outra responde "olha que na América os médicos não tratam os pobres".