quinta-feira, 3 de junho de 2010

Dormindo com livros


Gosto de livros velhos que cheiram mal.
Os livros novos, para mim, só servem para eu adormecer com eles e acordar com páginas dobradas e vincos na capa, para os pôr e tirar da mala até de lá saírem sovados, gastos, abertos muitas vezes.
Gosto muito de dormir com livros. O livro com que eu dormi mais vezes foi Os Maias. Ontem até deu um programa sobre este livro e tudo, e estava ansiosa por ver, mas infelizmente o cansaço foi mais forte e adormeci. Quando acordei, era de madrugada. Os Maias já se tinham ido embora e não deu para dormir com eles.
Mas como, por alturas do Verão, gosto sempre de reler este livro, porque acho que as férias correm melhor repletas de novas perspectiva e ideias sobre Carlos e Maria Eduarda, ainda devo ter tempo para dormir com Os Maias. O Verão todinho.
É tão bom dormir com livros, usar e abusar deles, até ficarem todos sovados, dobrados, cansados, gastos. É para isso que eles servem.

4 comentários:

Destination disse...

Eu gosto de ler livros já usados,lidos,sublinhados, amassados... que andaram por outras paragens e outras mãos.
Neste momento estou a ler Balzac numa versao velhinha velhinha que encomendei num desses leilões da net onde consegui descobrir.

José disse...

Eu também gosto dos livros usados. Risco-os a caneta e tudo, se for preciso. Entre mim e os livros não há cá mariquice. O que significa que também não costumo dormir com eles. Ih ih.
É curioso, porque ontem estava a pensar reler Os Maias. Li-o com 15 anos e não cheguei ao fim, foi na altura do secundário. Estava a gostar, mas achava que tinha mais que fazer, o qur significa que tenho que voltar a ele. Penso que gostaria imenso, se o relesse hoje.
Agora ando a ler o Anna Karenina. Espero não adormecer com ele, que é grande, de capa dura, e ainda me aleijo.

Rita F. disse...

Destination, também gosto de livros em segunda mão, é um facto. Quanto mais velhos, melhor. Há certos autores que vão bem com livros velhos - normalmente, esses autores clássicos. Embora, em geral, um livro velho seja sempre uma coisa linda.

Zé, acho muito bem não teres mariquice com livros. Não gosto nada de leitores que se põem com mariquices. Embora eu não sublinhe, mas não é por mariquice - é porque se sublinho, não gosto dos sublinhados quando vou ler a segunda vez, condicionam a leitura. Prefiro sempre livros limpos, para poder ler sempre que quiser. Curiosamente, gosto, porém, de ler livros que outros sublinharam. Gosto mais dos sublinhados dos outros que os meus.
E olha que a Anna Karenina é muito boa para dormir! :) Devias ter arranjado aquelas edições manhosas da Europa América, de capa mole. Mas você é chique, pronto, é só capa dura para você.
E por favor - lê os Maias! Tu lê-me os Maias.

Sofia disse...

Eu acho que todos os portugueses deveriam ler "Os Maias". Já um li uma quantas vezes e acho que vou ler outras tantas... É a obra perfeita!