sexta-feira, 16 de abril de 2010

Reparei agora que, num post ali em baixo, escrevi que sentia que me podia "aninhar" numa ilha.
"Aninhar"? Mas eu agora sou o tipo de pessoa que escreve "sinto que me posso aninhar, numa ilha"?
Eu tinha notado que andava em estado de abrandamento. Mas não pensei que pudesse chegar a este ponto.
Acho que vou ter de fazer uma grave pausa para séria reflexão. Seriíssima.

3 comentários:

rui disse...

Sim, sim... e aproveita para reflectir também no uso da palavra "incontornável". hehehe

Rita F. disse...

Incontornável?
Não vejo problema em "incontornável". Não gostas? Eu gosto: incontornável, incontornável, incontornável.
Aninhar é que não. Não sei o que me passou pela cabeça. Foi incontornável.

rui disse...

Eh pá... "incontornável" é termo usado por tudo e por nada por comentadores de programas de televisão. O q não falta por aí são figuras, temas, produtos incontornáveis.
Mas acho q esta nossa discordância tem a ver com tu veres pouca televisão e eu demasiada