quinta-feira, 30 de junho de 2011

Post seriíssimo sobre um problema de guarda-roupa

Vamos lá começar a animar, que se uma pessoa passa a vida a pensar em FMis e subsídios de Natal esventrados apanha uma depressão e não vale a pena.
De modo que o que vale a pena, sim, é pensar no Verão que aí vem e que já começou. Aquilo que me faz, como se costuma dizer, "empreender" no Verão não é a dieta, que faço o sacríficio de não fazer, nem biquinis (até porque este ano vou optar pelo fato-de-banho - quem souber onde posso adquirir um giro, giro, caixa de comentários se faz favor, obrigada), continuando, o que me faz empreender no Verão é a questão da roupa, e isto porque, como já escrevi há uns anos neste blogue, não gosto de roupa de Verão, nunca sei o que vestir e perco tempo a pensar nisto.
Calças de ganga são muito quentes.
Saltos altos fazem os pés inchar.
DocMartens são um forno.
Tshirts são abomináveis.
Vestidos são, normalmente, sem forma, são trapos que se enrolam à volta do corpo e nem sequer têm a piada das túnicas dos Romanos. 
Túnicas - vide "vestidos".
Blusas - vide "vestidos".
Birkenstock são o máximo, mas já cansam.
Sandálias em geral são uma seca.
Roupa preta faz calor.
As cores da roupa de Verão são um susto, olho para as montras e sinto-me como aquelas pessoas que "padecem" de sinestesia, já que todas as peças que vejo parecem berrar-me aos ouvidos, de garridas que são, à Feira Popular.
E assim me vejo nesta confrangedora situação - não invisto em roupa de Verão há que tempos, e este ano estou sem nada para vestir. Só tenho coisas meia-estação, encantadora expressão que rima e tudo. Olho para as pessoas em geral e não sei onde foram elas buscar ideias para o guarda-roupa estival, porque eu não tenho nenhuma. Além disso, as lojas baratuchas onde normalmente gosto de ir comprar coisas, assim Zara e H&M, são um desastre no Verão. No Inverno, a coisa disfarça-se bem, e com um bom casaco não é preciso mais nada, mas no Verão está tudo à vista, os tecidos lustrosos e manhositos, o ruço da primeira lavagem, o borboto de ter sido usado cinco minutos, o corte esquisito. Oh, pá. 
É muito incorrecto a pessoa ter de se sujeitar a não gostar da sua imagem, até porque como se diz no anúncio, "se eu não gostar de mim, quem gostará?"
Pessoas em geral, simpáticos leitores deste blogue, padecerão vocês da mesma condição? Angustiam-se vocês com a lacuna profunda no guarda-roupa veraniço? Provavelmente não, porque têm mais em que pensar. Mas quem não tiver, diga lá, por favor, onde arranja roupita de Verão interessante e em conta, que é coisa que me intriga.

7 comentários:

Fado Alexandrino disse...

Sou homem.
Uns jeans à James Dean e uma tee shirt à Marlon Brando e não é preciso mais nada.
Parecê-los ajuda claro.

Para as senhoras como dizia o meu Pai "no Verão as mulheres despem a roupa e vestem encantos".

Concordo.

Madalena disse...

Eu gostava de ajudar mas sinceramente continuo a safar-me nas zaras e h&m desta vida...

Ventania disse...

Estou absolutamente de acordo. No verão não tenho nada para vestir (não obstante os dois roupeiros a deitar por fora). Vou-me safando com os vestidos, que descobri este ano que podem ser giros E baratos, mas efectivamente a maior parte deles são de meia-estação; não gosto de me ver com o bracedo todo de fora, não gosto de me ver de pernedo todo de fora sem o collantzinho a dar um toque de classe, tenho calores e alergia aos calores e na maior parte dos dias acho que o mais confortável bem que podia ser uma burka.

Gucci disse...

aqui em França vai-se a qualquer Decathlon ou SportZone por t shirts de boa qualidade e corsários de ganga fina (sarja). Nas sandálias as possibilidades são infinitas: da sandália para trekking à mais sedentária havaiana.

PS: usar ou meramente mentalizar saltos altos em férias é de um mau gosto neo-urbano indescritível

Green Bee disse...

Até que enfim encontrei alguém que tem a mesma opinião das roupas de verão que aparecem por cá. O que são esses tecidos que parecem que vão se desfazer na primeira lavagem? Estou a sofrer, pois minhas t-shirts estão a ficar velhinhas e não encontro nada de jeito. Saias e vestidinhos, com esses ventos frescos da noite, nem pensar. Biquínis e sandálias só made in Brazil. Não entendo porque no verão a moda é usar umas roupinhas com um ar "vou ali comer um gelado na esquina e já volto". É possível usar roupas leves e ser chique e elegante ao mesmo tempo.Só precisamos que a moda volte a entender que elegância cabe em todas as estações. Beijocas. Debora Midori

Anónimo disse...

Fatos de banho giros e muito por onde escolher: El Corte Inglés.

Aquela que procura Oz disse...

Roupa gira para todas as carteiras: http://www.asos.com/women/

Embora tenha mais oferta em biquinis, também tem fatos de banho interessantes (e está em saldos): http://www.victoriassecret.com/swimwear/