quinta-feira, 24 de março de 2011

Hecatombe

Estou a tentar adaptar-me à ideia de viver num país sem governo nem Governo.

2 comentários:

Fado Alexandrino disse...

Isso não era muito complexo, há montes de países sem governo e montes de governos sem países (por exemplo a Líbia).

O nosso caso nem outra coisa era de esperar é mais complexo nem temos governo, nem nos sabemos governar e na realidade nem sequer temos país.
Temos uma coisinha.

Só há uma esperança.
A Nação.
Benfiquista, claro.

josépacheco disse...

pergunto-me quão pior poderá ser, viver sem governo, do que viver com o governo de sócrates (e sobrevivemos...), ou do passos coelho, ou de quem quer que esteja aí a perfilar-se...